Assine nossa
newsletter

A sustentabilidade nas cidades brasileiras

30.11.2023
Autor: Colab
governo

A consulta sobre Cidades e Comunidades Sustentáveis do Onu-Habitat foi prorrogada até o final do mês de janeiro. Até o momento, mais de 8 mil pessoas já participaram da pesquisa. Pessoas do Brasil inteiro se engajaram nessa ideia. O programa de embaixadores, gerou um ótimo alcance de pessoas em cidades menores. O Jornal Nacional fez uma reportagem sobre o tema, lançado no final do ano passado:

Foto do Gustavo Maia, fundador do COLAB

Dentre as Top 10 cidades com maior participação, estão: Niterói, São Paulo, Rio de Janeiro, Santo André e Teresina. Além dela, existem outras 776 cidades participantes.

Gráfico que mostra a participação das cidades na pesquisa

A consulta já levantou alguns dados alarmantes, totalmente passíveis de análises sensíveis.

Quando perguntado sobre a percepção das pessoas sobre a preservação do patrimônio cultural de suas cidades, 48% das pessoas concordam que não aumentou, frente à 31% que concordam que aumentou nos últimos dois anos.

Foto que mostra a vista de cima de uma cidade

O objetivo é que o resultado dos dados sejam cruzados com dados oficiais do IBGE, a fim de monitorar o desafio perante ao ODS 11. Já falamos sobre isso neste post. Ao final da pesquisa, cada uma das pessoas que responderam ao questionário, poderão visualizar sua percepção de acordo com as respostas das pessoas de sua cidade.

tela do aplicativo com a consulta

Ainda não respondeu à pesquisa? O tempo está acabando, apenas até o final do mês será possível acessar o questionário. Para responder, acesse: www.colab.re

Autor: Colab

Descubra como a IA está transformando governos com o Chat GPT


Baixar

Colab na Mídia

22.02.2024

Segurança de dados: um ponto que merece a atenção das gestões públicas

13.02.2024

Transformação digital: como ela pode contribuir na gestão pública colaborativa

08.02.2024

4 fatores que comprovam a relevância da inovação no governo

21.02.2024

Engajando a população: 6 estratégias para uma gestão pública eficiente