Assine nossa
newsletter

As cidades inteligentes estão pensando nas pessoas?

30.11.2023
Autor: Colab
governo

Se você acompanha notícias já deve ter se deparado com alguma que fala sobre as cidades inteligentes, que estão cada vez mais populares.

O conceito de cidades inteligentes é muito amplo, de maneira geral, ele se refere a cidades que usam tecnologia para trazer mais conforto e praticidade para seus habitantes.

Acredita-se que mais de 70% da população mundial vai morar em cidades até 2050, por isso governantes estão investindo esforços em planejamentos para tornar as cidades mais conectadas e melhorar a vida de seus cidadãos dentro delas.

Contudo, será que as cidades inteligentes estão realmente sendo planejadas pensando nas pessoas?

As cidades, a tecnologia e as pessoas

Recentemente foi publicado um artigo escrito por Victor Weber, fundador e diretor do Future Real Estate Institute, no site do World Economic Forum que fala sobre a falta de atenção dos políticos para as necessidades reais da população no planejamento dos projetos de cidades inteligentes.

O artigo disserta acerca de um problema que não está recebendo a devida atenção: a falta de comunicação entre os governantes e a população.

Isso ocorre porque, em sua maioria, os grupos responsáveis pelos projetos são formados por políticos, consultores, acadêmicos e empresas de tecnologia. Ou seja, a população que deveria ocupar papel central nessa discussão não sabe o que está sendo planejado para o futuro de sua cidade.

Geralmente a visão que esses grupos têm sobre as necessidades da população coloca a tecnologia como característica para definir aquela cidade como “inovadora”, mas a realidade é que a tecnologia precisa ser vista como um meio para melhorar a vida do cidadão. Por exemplo, ter aplicativos que informem as condições do trânsito na cidade em tempo real ou áreas com risco de alagamento podem ajudar o cidadão e são soluções tecnológicas “simples” de implementar.

Aqui no Colab acreditamos que a participação do cidadão faz toda a diferença para melhorar as nossas cidades, por isso que em nosso aplicativo permitimos que as prefeituras parceiras enviem perguntas para saber a opinião de quem é mais afetado pelas decisões tomadas por elas: os moradores daquela cidade.

De maneira simples a prefeitura pode realizar uma consulta e validar suas decisões, recolhendo feedbacks sobre o que já foi feito e o que está sendo planejado.

Essa é uma maneira de planejar cidades inteligentes que realmente pensem nas pessoas que vão viver nelas.

Qual é a sua opinião sobre esse tema? Compartilhe conosco nos comentários.

Autor: Colab

Aprenda a digitalizar serviços públicos com nosso curso gratuito exclusivo. Transforme a experiência do cidadão e aumente a eficiência da sua prefeitura.


Inscreva-se!

Colab na Mídia

22.04.2024

Veja como o Colab melhorou a eficiência de alguns municípios

17.04.2024

Veja como o Colab atua na prevenção contra a dengue

16.04.2024

Atendimento multicanal: veja detalhes da parceria entre Colab e Prefeitura de Santo André

10.04.2024

Otimize os dados do seu município e melhore a prestação de serviços

13.03.2024

Indicadores de performance na gestão pública: fatores para levar em consideração

22.02.2024

Segurança de dados: um ponto que merece a atenção das gestões públicas

13.02.2024

Transformação digital: como ela pode contribuir na gestão pública colaborativa

08.02.2024

4 fatores que comprovam a relevância da inovação no governo

16.05.2024

Saiba qual é o poder do design de serviços na transformação do setor público