Assine nossa
newsletter

Direitos do consumidor: 7 golpes mais comuns e como se proteger

30.11.2023
Autor: Colab
cidadao

O comércio eletrônico vem ganhando cada vez mais espaço e se tornando o principal meio de compras para muitos consumidores. Porém, junto com a facilidade de comprar online, também vem o aumento dos riscos de fraudes e golpes virtuais.

A Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN) tem alertado constantemente para os perigos das fraudes digitais e, recentemente, emitiu um alerta para golpes virtuais relacionados ao Dia das Mães.

“Desconfie de abordagens em que alguém diga que há uma grande oportunidade de compra, de promoções mirabolantes de produtos e nunca clique em links recebidos em mensagens. Sempre faça as compras em sites conhecidos e pesquise comentários de outros consumidores em sites de reclamações”, destaca Adriano Volpini, diretor do Comitê de Prevenção a Fraudes da FEBRABAN.

De acordo com a instituição, existem duas abordagens comuns que os fraudadores estão utilizando atualmente: a troca de cartão e o da maquininha, que ocorrem em momentos de distração do cliente durante o pagamento com cartão, e o golpe do brinde ou presente, em que criminosos usam dados pessoais para oferecer um presente, mas na verdade aplicam golpes usando maquininhas com visores danificados ou enganando o cliente a fazer autenticação biométrica em um aplicativo bancário.

Os golpes aplicados contra consumidores estão cada vez mais sofisticados e variados. Segundo Adriano Volpini, os fraudadores estão utilizando novas abordagens para golpes antigos.

“Tanta segurança faz com que o fraudador brasileiro se volte para o cliente final. Técnicas como a do phishing, ou pescaria digital, usam e-mails, SMS, mensagens em aplicativos, posts em redes sociais e páginas falsas na internet para induzir o usuário a revelar senhas e dados pessoais ou clicar em links que instalam aplicativos maliciosos no celular do cliente. Também existem bandidos que se passam por falsos funcionários de bancos, empresas e até mais recentemente como falsos policiais e induzem a vítima a fornecer informações confidenciais e a entregar cartões bancários.”

Por isso, elaborei uma lista com os 7 golpes mais comuns e apresentarei dicas para se proteger deles!

  1. Phishing: 

Este é um tipo de golpe em que os fraudadores enviam e-mails, mensagens ou ligações que parecem ser de empresas ou organizações legítimas, como bancos, para roubar informações pessoais ou financeiras. Para evitar isso, verifique sempre o endereço de e-mail ou o número de telefone e não clique em links suspeitos.

  1. Falsos prêmios: 

Alguns golpistas oferecem prêmios falsos, como viagens ou produtos, para obter informações pessoais ou financeiras. Nunca forneça informações confidenciais sem verificar a legitimidade do prêmio e da empresa que o oferece.

  1. Cobranças indevidas: 

Alguns golpistas cobram taxas ou vendem serviços que nunca foram solicitados pelo consumidor. Verifique sempre as cobranças em sua conta bancária ou cartão de crédito regularmente para identificar cobranças suspeitas e denuncie-as imediatamente.

  1. Falsos técnicos: 

Alguns golpistas se passam por técnicos para enganar as pessoas e roubar informações ou dinheiro. Nunca permita que um técnico desconhecido acesse seu computador ou dispositivo pessoal sem antes verificar sua identidade.

  1. Golpes de investimento: 

Alguns golpistas prometem altos retornos financeiros em investimentos, mas na verdade estão tentando roubar o dinheiro das pessoas. Sempre pesquise sobre a empresa ou o investimento antes de colocar dinheiro nele.

  1. Golpes de empréstimo: 

Alguns golpistas oferecem empréstimos falsos com taxas de juros extremamente baixas, mas depois exigem pagamentos adiantados ou informações financeiras confidenciais. Verifique sempre a reputação da empresa e evite empréstimos de fontes desconhecidas.

  1. Golpes de loteria: 

Alguns golpistas afirmam que o consumidor ganhou uma grande quantia em dinheiro em uma loteria, mas exigem o pagamento de uma taxa adiantada para liberar os fundos. Nunca pague nenhuma taxa adiantada e verifique sempre a legitimidade da loteria antes de fornecer informações pessoais ou financeiras.

Em geral, é importante estar sempre atento e cauteloso ao lidar com empresas desconhecidas ou solicitações suspeitas. Se algo parece bom demais para ser verdade, provavelmente é uma fraude. Lembre-se de que empresas e organizações legítimas nunca pedirão informações confidenciais sem um motivo válido.

E se você gostou desse conteúdo, abaixo listei mais 3 artigos que podem ser do seu interesse. Confira!

  • 3 Curiosidades sobre o bicentenário da independência: Confira 3 curiosidades inéditas para celebrar o bicentenário da independência brasileira. Leia mais!
  • Castração de animais e o uso da tecnologia em São Gonçalo: Agende a castração de cães e gatos em São Gonçalo pela plataforma Colab e contribua para o controle populacional e bem-estar dos animais. Leia mais!
  • Tik Tok: 3 lições sobre cidadania: Considerado uma das maiores plataformas de entretenimento do mundo, o Tiktok também pode ser utilizado para construir uma sociedade mais justa e equitativa. Leia mais!

Autor: Colab

Descubra como a IA está transformando governos com o Chat GPT


Baixar

Colab na Mídia

22.02.2024

Segurança de dados: um ponto que merece a atenção das gestões públicas

13.02.2024

Transformação digital: como ela pode contribuir na gestão pública colaborativa

08.02.2024

4 fatores que comprovam a relevância da inovação no governo

21.02.2024

Engajando a população: 6 estratégias para uma gestão pública eficiente