Assine nossa
newsletter

Lei de Responsabilidade Fiscal e a Gestão Pública

30.11.2023
Autor: Colab
governo

Você já ouviu falar sobre a Lei de Responsabilidade Fiscal? Sabe o que ela determina?

Também conhecida como Lei Complementar nº 101/2000, essa lei tem mecanismos para regulamentar o uso de recursos públicos, criando limites de despesas e metas de orçamento.

Neste artigo falaremos sobre a Lei de Responsabilidade Fiscal e como ela se relaciona com a gestão pública. Vamos lá!

O que é a Lei de Responsabilidade Fiscal?

A LRF foi criada para complementar o Capítulo II do Título VI da Constituição Federal e seu objetivo é dar responsabilidade fiscal para os responsáveis pela gestão do dinheiro público, como os tributos arrecadados. Podemos dizer que ela é um código de conduta para os governantes.

Essa lei vale para os três poderes e em todas as esferas (nacional, estadual e municipal), mas tem foco no Poder Executivo que está mais ligado à administração dos recursos.

A Lei de Responsabilidade Fiscal obriga que a gestão pública cumpra os planos orçamentários, respeite o limite de despesas e dívida e cumpra com a finalidade de determinadas verbas (por exemplo, impede que o gestor tire dinheiro reservado para a saúde e invista em obras nas avenidas).

Para isso, a LRF utiliza o Plano Plurianual (PPA), a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e a Lei Orçamentária Anual (LOA), que definem os gastos que o município terá durante determinado período e define seus limites.

Autor: Colab

Descubra como a IA está transformando governos com o Chat GPT


Baixar

Colab na Mídia

22.02.2024

Segurança de dados: um ponto que merece a atenção das gestões públicas

13.02.2024

Transformação digital: como ela pode contribuir na gestão pública colaborativa

08.02.2024

4 fatores que comprovam a relevância da inovação no governo

21.02.2024

Engajando a população: 6 estratégias para uma gestão pública eficiente